{Resenhando #81} Quase Casados - Jane Costello

Quase CasadosTítulo: Quase Casados
Autor: Jane Costello
Editora: Record
Páginas: 416
*Livro cedido pela Editora para resenha
Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.
Todos os recomeços são difíceis e requerem muita dedicação e força de coragem. Principalmente se você foi abandonada no altar pelo seu noivo o qual namorava há mais de cinco anos sem nenhuma explicação plausível. Essa foi a vida de Zoe em Liverpool. Mas quando decide mudar-se temporariamente para Boston afim de esquecer o passado trabalhando como babá, depara-se com um problema tampouco melhor: Seu novo chefe, Ryan não mede esforços para ser rude e grosso com ela. E, mesmo sem querer, também acaba roubando toda atenção de Zoe com sua "gostosura" e beleza arrebatadora. Mas será que o convívio pode fazer mudar as coisas ou é só uma questão de tempo para Zoe desistir e voltar pra Inglaterra?

Zoe Moore não esperava ser largada no altar. Tecnicamente, não chegou no altar, mas da mesma forma foi humilhada. Depois de sete anos de namoro, Jason podia ter dado uma explicação plausível antes da data mais importante da vida de Zoe, não podia? Sem entender o que aconteceu com o ex noivo, ela parte para o outro lado do oceano para esquecer tudo o que aconteceu nos últimos tempos.
Boston é maravilhosa. A população possui culturas diferentes, mas o que mais faz Zoe sentir falta de casa, é o novo chefe, Ryan. Como alguém tão bem de vida financeiramente e com crianças tão envolventes pode ser duro feito pedra e grosso daquela forma?

Ryan Miller sofreu inúmeros desastres na vida. Perdeu seus pais e recentemente a mulher em um acidente de carro. Despreparado para continuar com a vida, decide deixar tudo de pernas pro ar na sua vida pessoal, tanto com seus filhos Ruby e Samuel quanto relacionado a mulheres: Troca de mulher como troca de roupa, pois sabe que nenhuma poderá conquista-lo como sua mulher um dia fez.

Começa ai aqueles livros bem cão e gato, sabem? Zoe e Ryan trocam farpas em grande parte do livro, até chegar em um ponto que tudo fica monótono. Na verdade, este livro é monótono.

As personagens secundárias me conquistaram de uma maneira muito positiva. Todas tinham suas próprias histórias e visões que me pareceram as vezes até um pouco mais coerente do que de Zoe.
Há um tempo, eu tinha lido um livro onde a personagem não parava de reclamar do Ex, e eu tinha comentado na resenha que não sabia como o protagonista suportava (Não gente, não foi A Seleção), e aqui ocorreu a mesma coisa. 
Zoe sofreu uma decepção horrenda, mas fez com que isso a impedisse de ser feliz durante tantos meses, e sempre quando pensava em um, lembrava do outro no mesmo instante.
“Mas havia um defeito naquela ruptura súbita e completa com minha antiga vida. Você pode atravessar um oceano para fugir. Mas não tem como fugir de seus pensamentos.”
Quase Casados traz uma história boa de recomeço e próprias escolhas, junto com lições de vida e cultural. É fato que, tratando-se de um chick lit, poderíamos esperar uma história superficial, mas sabe quando a autora tinha mais em mente? Uma pena que, pelo menos comigo, ela não soube desenvolve-lo.

Algumas cenas sairam falsas demais, como se não fosse possível de acontecer, mas tenho que confessar que ri muito neste livro! O humor da autora é muito bom e ela soube utiliza-lo como ferramenta principal.

Está recomendado para quem procura um chick lit bacana e com cenas hilárias, mas com uma trama que deixa a desejar.

Classificação:
Bom gente, é isso!
Espero que tenham gostado da resenha.
Gostou? Compare e compre aqui.

Não deixem de comentar ♥
Beijos,
Mar!

8 comentários

  1. Romance inglês.. adoro!! Acho que os ingleses sabem levar as coisas de maneira leve e com um humor impagável!!

    Beijinhos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  2. AMO chick lits portanto estou MUITO louca pra ler Quase Casados haha. A capa, a sinopse e sua resenha são muito amor <3
    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marcela!!!
    Uma pena que o livro tenha ficado muito monótono, é chato quando a trama tem potencial e deixa a desejar. Mas tendo muitas cenas hilárias tá valendo pra mim! :D
    Bjs <3

    ResponderExcluir
  4. Ótima resenha!! Continue com seu trabalho pq assim você vai longe, torço por você! Agora quero ler o livro hahahaha.. Beijos da sua amiga que você ama ❤️

    ResponderExcluir
  5. Ahhh gente eu adoro chick list mas pelo que eu vi a estoria não é bem desenvolvida e isso me deixa triste porque a estoria tem tudo para ser boa, que pena que não seja.

    Beijos e obrigada pela resenha
    http://cabecasdeveento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não adianta: chick-lit é oito ou oitenta. Ou é impecável ou vai ladeira abaixo.
    Eu gosto das publicações da Record, é uma pena que dessa vez ficou a desejar.
    Ainda mais, quando se trata do meu gênero favorito! *-*

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito de chick lit apesar de não ter lido tantos do gênero. Sempre nos fazem dar boas gargalhadas e tem um final no minimo mais realista.
    Amei a resenha.
    Beijos.

    http://livrosporumbeijo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que se da pra dar boas risadas, ja ta valendo, mesmo com tres estrelinhas. E os personagens secundarios são sempre muito importantes né ?

    ResponderExcluir

Não deixem de comentar e, claro, deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir!